Listagem de Hemoglobinas Variantes

/Listagem de Hemoglobinas Variantes
Listagem de Hemoglobinas Variantes
Autores:pppp Paulo Cesar Naoum
Paulo Francisco Naoum
Cristiane Gutierres Toledo
     
   Há cerca de 800 tipos diferentes de hemoglobinas variantes descritas na literatura científica. Desse total, cerca de 200 são Hb Instáveis e que serão abordadas numa página específica deste site (capítulo 8 – Hb Instáveis); aproximadamente 50 variantes têm atividades funcionais específicas, ex.: metaemoglobinemia por Hb M, Hb variantes com afinidade aumentada ou diminuída pelo oxigênio, etc.; e cerca de 500 variantes sem alterações fisiopatológicas (excetuando as Hb S e Hb C) importantes, ex.: Hb D, Hb J, Hb N, Hb O Anab, etc.

Para que seja possível fazer uma consulta rápida a algum tipo de Hb variante de interesse do leitor nós propomos fazer uma abordagem referencial, baseada na sua posição eletroforética, usando eletroforese alcalina (pH 8 – 9) em meios de acetato de celulose ou em gel de agarose. Assim, consideraremos sete posições padrões em eletroforese alcalina para efeito agrupamos cerca de 100 Hb variantes: Hb A (padrão normal), Hb Fetal, Hb S, Hb C (todas mais lentas que a Hb A) e Hb K, Hb J e Hb I (ambas mais rápidas que a Hb A) conforme mostra a figura 5.9.

26
Figura 5.9 – Posições padrões de Hb A em relação às hemoglobinas Fetal, S e C (lentas) e J e I (rápidas).
As Hb variantes causadas por mutações em globinas alfa e beta, descritas com maior freqüência na literatura, serão agrupadas conforme suas similaridades nas sete posições padrões da figura 5.9. As mutantes de globinas delta e gama serão apresentadas posteriormente. Para cada grupo descrito será indicado:

· Mutação de aminoácido(s) na globina
· Posição na eletroforese em agar-ácido (pH 5 a 6)
· Eritrograma
· Teste(s) específico(s) de rotina analítica
· Características da hemoglobina

As descrições serão iniciadas pelo grupo de variantes similares à Hb A, seguido na seqüência das lentas (Fetal, S e C) e das rápidas (K, J e I).

Hb Variantes similares à Hb A

Essas variantes se devem a mutações que ocorrem geralmente na superfície interna da molécula, nos contatos a1b1 e a2b2 que dão estabilidade e nos contatos a1b2 e a2b1 responsáveis pela movimentação molecular durante a oxigenação. Por essas razões a maioria das trocas de aminoácidos envolvem os dos tipos hidrofóbicos (ver tabela 3.2) e com pI muito próximos. Assim, essas mutações não alteram a mobilidade eletroforética alcalina, mas podem causar hemoglobinas instáveis ou hemoglobinas com problemas na afinidade pelo oxigênio. A figura abaixo destaca as principais Hb variantes e suas posições similares ou próximas da Hb A que serão descritas.

27

Hb Hirosaki (a 47 Fen – Leu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb Instável

Hb Raleigh (b1 Val – Ala)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Afinidade diminuída ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Etobicoke (a 84 Ser – Arg)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb Instável

Hb Olympia (b 20 Val – Met)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Volga (b 27 Ala – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb instável

Hb Perth (b 32 Leu – Pro)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb instável

Hb Hammersmith (b 42 Fen – Ser)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb instável com cianose

Hb Duarte (b 62 Ala – Pro)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Rahere (b 82 Lis – Tre)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Heathrow (b 103 Fen – Leu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Peterborough (b 111 Val – Fen)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: anemia
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb instável

Hb Madrid (b 115 Ala – Pro)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia e reticulocitose
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade:+
Característica: Hb instável

Hb Rainier (b 145 Tir – Cis)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb S
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb York (b 146 His – Pro)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb Fetal
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Rush (b 101 Glu – Gln)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Instabilidade: + e MetaHb: aumentada
Obs.: em eletroforese alcalina pH 8,0 migra entre Hb A e Hb S
Característica: Hb instável

Hb Malmo (b 97 His – Gln)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb Fetal
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional
Obs.: ver figuras 5.10 e 5.11

Hb Strasbourg (b 23 Val – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

Hb Hope (b 136 Gly – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: normal
Teste específico: afinidade diminuída ao O2
Característica: Hb com alteração funcional

28
Figura 5.10 – Eletroforese alcalina em acetato de celulose mostrando a posição eletroforética de Hb Malmo discretamente mais rápida que a Hb A. O risco traçado é para mostrar a sutil diferença. Hb AA (1, 2, 3, 6); Hb AS (4) e Hb A + Malmo (5).
29
Figura 5.11 – Eletroforese em agarose ácida. A Hb Malmo separou-se da Hb A e situa-se entre esta e a Hb Fetal. Hb AA (1 e 3); Hb AF (2 e 6); Hb AS (4); Hb A + Malmo (5).

Foto: Cortesia do Laboratório Santa Luzia de Florianópolis.

Hb Variantes similares à Hb Fetal

A maioria das variantes que se posicionam como se fossem Hb Fetal, ou próximo dessa posição padrão, se devem a mutações que envolveram trocas de aminoácidos de pI diferentes, ex.: Glu ® Gli, Glu ® Asn, ou seja, se perde carga negativa de Glu ou Asp em troca de aminoácidos neutros (“sem carga”). Algumas dessas trocas ocorrem em regiões internas que podem afetar a estabilidade ou a oxigenação. A figura abaixo apresenta algumas das principais variantes na posição da Hb Fetal, ou próximo a ela. Na descrição detalhada de cada variante será apresentada sua concentração média em heterozigose.

30

Hb Fort Worth (a 27 Glu – Gli)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: fenótipo de talassemia menor
Teste específico: concentração de Hb = 5 a 10%
Característica: Hb variante com fenótipo talassêmico

Hb Tarrant (a 126 Asp – Asn)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb S
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional e Concentração de Hb = 20%

Hb Deer Lodge (b 2 His – Arg)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: baixa afinidade ao O2
Característica: Hb com alteração funcional e Concentração de Hb = 40%

Hb Newcastle (b 92 His – Pro)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb instável e Concentração de Hb = 17%

Hb Yakima (b 99 Asp – His)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb S
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional e Concentração de Hb = 35%

Hb British Columbia (b 101 Glu – Lis)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb C
Eritrograma: normal
Teste específico: afinidade aumenta ao O2
Característica: Hb com alteração funcional e Concentração de Hb = 50%

Hb Burke (b 107 Gli – Arg)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb S
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb Instável e Concentração de Hb = 30%

Hb Tak (inserção de aminoácidos na C-terminal da globina alfa)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb S
Eritrograma: fenótipo de talassemia menor
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb com alteração funcional e Concentração de Hb = 30%

Hb Spanish Town (a 27 Glu – Val)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 12%
Característica: Hb variante sem alterações fisiológicas

Hb Kempsey (b 99 Asp – Asn)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb variante com alteração fisiológica e Concentração: 30%

Hb G San Jose (b 7 Glu – Gli)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb S e Hb C
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 40%
Característica: Hb variante sem alterações fisiológicas (figura 5.12)
Hb M – M Boston (a 58 His – Tir)
M Iwate (a 87 His – Tir)
M Saskatoon (b 63 His – Tir)
M Hyde Park (b 92 His – Tir)
Eritrograma: anemia variável e cianose
Teste específico: curva de meta hemoglobina
Característica: metaemoglobina elevada
Paciente cianótico

31
Figura 5.12 – Eletroforese alcalina de hemoglobina em gel de agarose. (1) Hb AA; (2) Hb A + G San Jose; (3) Hb SFM; (4) Hb AF + A2 aumentada; (5) Hb AS.

Obs.: M: meta Hb S, o número 4 é um caso de talassemia beta menor com Hb A2: 5,6% e Hb Fetal: 4,8%.

Hb variantes similares à Hb S

Um representativo número de Hb variantes migra na mesma posição que da Hb S. A maioria é diferenciada pela eletroforese ácida, com exceção da Hb Menphis e da Hb Hasharon. Quase todas as mutações das Hb variantes que migram na posição da Hb S ocorreram na superfície ou região externa da globina alfa ou beta, locais que não produzem efeitos deletérios à molécula. Algumas outras, entretanto, caracterizada com Hb instáveis, tem mutações em regiões estabilizadoras (a1b1 ou a2b2) e regiões invariantes.

Como será possível observar, o posicionamento eletroforético dessas hemoglobinas se deve à troca de aminoácidos geralmente com cargas negativas (Glu e Asp) por outros com cargas neutras (Val, Gln, Ala, etc.). Incluiremos algumas Hb variantes que se posicionam também entre Hb S e Hb C, conforme mostra a figura abaixo:

32
Todas as Hb variantes listadas na posição eletroforética da Hb S tem suas características referentes a mutação, concentração e eletroforese em agar-ácido apresentadas na tabela 5.3.

 

Tabela 5.3: Relação  das  principais hemoglobinas  variantes que migram  na posição de Hb S em eletroforese de pH alcalino, que são raríssimas e menos freqüente que Hb D Los Angeles.

Hemoglobina Mutação Concentração
(%)
Agarose ácida** Outras informações
Memphis a 23: Glu – Gln < 30 S  
Hasharon a 47: Asp – His < 15 S Instável
Seally a 47: Asp – His < 20 A  
Arya a 47: Asp – Asn < 20 A  
Montgomery a 48: Leu – Arg < 20 A  
Russ a 51: Gli – Arg < 15 A  
Persepolis a 64: Asp – Tir < 20 C  
Daneshgah a 72: His – Arg < 30 A  
D Bushman b 16: Gli – Arg 25 – 40 A  
D Iran b 22: Glu – Gln 25 – 40 A  
Alabama b 39: Glu – Lis 25 – 40 A  
Ocho-Rios b 52: Asp – Ala 25 – 40 C  
Osu-Christianborg b 52: Asp – Asn 25 – 40 A  
Korle-Bu b 73: Asp – Asn 25 – 40 A  
P b117: His – Arg > 40 A Hipocromia
D Los Angeles b 121: Glu – Gln 25 – 40 A  
D Beograd b 121: Glu – Val 25 – 40 A  
S-Antilhas* b 23: Val – Ile 25 – 40 A  
S-Providence* b 82: Lis – Asn 25 – 40 A  
S-Oman* b 121: Glu – Lis 25 – 40 A  
S-Travis* b 142: Ala – Val 25 – 40 S # A  
Lepore Fusão d – b < 20 A Microcitose + Hipocromia

 

* Duplas mutações na globina beta, além das mutações apresentadas todas tem a mutação da Hb S (b6 Glu – Val).

** Posição eletroforética similar.

S#A: Entre Hb A e HbS.

Hemoglobinas que Migram entre HbS e HbC

Descreveremos a seguir as Hb variantes que se posicionam na região intermediária entre Hb S e Hb C.

Hb Agenogi (b 90 Glu – Lis)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb S e Hb C
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 40 – 45%
Característica: Hb variante com alteração fisiológica

Hb Sabine (b 91 Leu – Pro) (figura 5.14)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb Instável com duas posições eletroforéticas entre Hb S e Hb C (figura 5.14). Concentração total de: 10%

Hb O Indonésia (a Glu – Lis)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb S
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 26%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb Koln (b 98 Val – Met) (figura 5.15)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb Fetal
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb instável e Concentração: 10 a 15% (figura 5.15)

33
Figura 5.13 – Eletroforese alcalina de hemoglobinas em gel de agarose. (1) Hb A + Hb Hasharon, que migra na mesma posição de Hb S; (2) Hb AA; (3) Hb A com Hb A2 mutante (Hb A2 Babinga)
34
Figura 5.14 – Eletroforese alcalina de hemoglobina em acetato de celulose. (1) Hb A + Hb Fetal aumentada [12%]; (2) Hb A + Hb Sabine com duas frações a e b, e Hb Fetal aumentada [3,8%]; (3) Hb AS.
35
Figura 5.15 – Eletroforese alcalina de hemoglobinas em gel de agarose. (1) Hb SS; (2) Hb SC; (3) Hb A + Hb Koln; (4) Hb AJ; (5) e (6) Hb CC.

Hb variantes similares à Hb C

As Hb variantes que se posicionam na região da Hb C, com exceção da Hb E, não causam alterações fisiopatológicas, pois as mutações envolvem regiões externas da molécula. O posicionamento lento dessas hemoglobinas variantes se deve geralmente à troca de aminoácidos com cargas negativas (Glu e Asp) por outros de cargas positivas (Arg, Lis e His). É importante destacar que na região de Hb C situam-se a maioria dos mutantes de globinas delta, caracterizando as variantes de Hb A2, que serão abordadas no final deste item.

36

Hb E (b 26 Glu – Lis)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia microcítica
Teste específico: Instabilidade: +
Característica: Hb variante discretamente instável e Concentração: 20 a 25%

Hb E Saskatoon (b 22 Glu – Lis)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 40%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb O Arábia (b 121 Glu – Lis)
Eletrof. ágar-ácido: discretamente mais lenta que a Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 35 – 45%
Característica: Hb variante sem alterações fisiológicas

Hb C Harlem (b 6 Glu – Val / b 73 Asp – Asn)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb S
Eritrograma: fenótipo falcêmico. Sem anemia na heterozigose
Teste específico: falcização positiva
Característica: Hb variante com fenótipo falcêmico e Concentração: 40%

Hb Ziguinchor (b 6 Glu – Val / b 58 Pro – Arg))
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb S
Eritrograma: fenótipo falcêmico. Sem anemia na heterozigose
Teste específico: falcização positiva
Característica: Hb variante com fenótipo falcêmico e Concentração: 35%

Hb variantes similares à Hb K

As hemoglobinas variantes com posicionamento discretamente mais rápido que a Hb A são em número reduzido. É provável que esse fato se deve à dificuldade de visualização ou da detecção por procedimentos eletroforéticos e cromatográficos. A figura 5.16 mostra a Hb K em heterozigose com a Hb A (AK) e é possível observar que a dificuldade na sua identificação eletroforética se deve à sua proximidade com a Hb A.

37
Figura 5.16 – Eletroforese alcalina de hemoglobina em acetato de celulose. (1) Hb AA com A2 aumentada – paciente com talassemia beta menor; (2) Hb A + Hb K (Hb AK).

O posicionamento desse grupo de Hb variantes se deve a mutações que envolvem trocas de aminoácidos com ganho de carga negativa, por exemplo: um aminoácido neutro (Gli) é trocado por outro carregado negativamente (Glu). Entretanto a diferença de pI da molécula mutante em relação à Hb A é muito pequena e esse fato se caracteriza pela discreta mobilidade rápida da Hb variante. A figura abaixo mostra algumas variantes típicas desse fracionamento.

38

Hb K Ibadan (b 46 Glu – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 45%
Característica: Hb variante sem alteração funcional

Hb K Woolwich (b 132 Lis – Gln)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: fenótipo de talassemia beta menor
Teste específico: concentração: 35%
Característica: Hb variante com fenótipo talassêmico

Hb Tacoma (b 30 Arg – Ser)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Instabilidade: +
Característica: Hb instável sem causar anemia e Concentração: 40%

Hb Providence (b 82 Lis – Ans)
Eletrof. ágar-ácido: dupla fração próximo à Hb Fetal
Eritrograma: normal
Teste específico: dupla fração na região de Hb K
Característica: Hb variante com dupla fração e Concentração total: 50%

Hb New York (b 113 Val – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Instabilidade: +
Característica: Hb instável sem causar anemia e Concentração: 50%

Hb Camden (b 131 Gln – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb Fetal
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 35 – 45%
Característica: Hb variante sem alterações fisiológicas

Hb Hope (b 136 Gli – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: normal
Teste específico: afinidade diminuída ao O2
Característica: Hb variante com alteração fisiológica

Hb Little Rock (b 143 His – Gln)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb variante com alteração fisiológica

Hb Moscova (b 24 Gli – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb variante instável e Concentração: 17%

Hb Lufkin (b 29 Gli – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb variante instável e Concentração: 35%

Hb Austin (b 40 Arg – Ser)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb Fetal
Eritrograma: normal
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb variante com alteração funcional e Concentração: 45%

Hb Pyrgos (b 83 Gli – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: entre Hb A e Hb Fetal
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração 50%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb Hiroshima (b 146 His – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb Fetal
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb variante com alteração fisiológica e Concentração: 50%

Hb Grady (a 118 – 119 inserção de Glu – Fen – Ter)
Eletrof. ágar-ácido:
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração: 15%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb variantes similares à J

O número de hemoglobinas variantes com mobilidade rápida e descrita como similares à Hb J são cerca de 60 tipos. A maioria dessas variantes se deve a mutações na globina alfa e, por essa razão, suas concentrações são abaixo de 25%. Esse fato decorre devido à mutação atingir apenas um gene alfa dos quatro existentes, assim admite-se que 25% da síntese de globina alfa esteja afetada.

A figura 5.17 mostra a eletroforese alcalina de dois casos de Hb AJ com mutação na globina alfa, comparada com amostras de Hb AA e Hb AS.

39
Figura 5.17 – Eletroforese alcalina de hemoglobina em gel de agarose, com o fracionamento de Hb AJ, Hb AS e Hb AA.

Por ser de fácil identificação as variantes que se posicionam na região de Hb J são descritas simplesmente como Hb J, destacando os locais de suas identificações: J Paris, J Oxford, etc. Mas há outras variantes que não incluem a letra J na sua identificação, conforme mostra a figura abaixo.

 
40
Tabela 5.4 – Identificação de 25 variantes denominadas por Hb J selecionadas entre as 62 descritas até o presente.
41

Hb Hofu (b 126 Val – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Instabilidade: +
Característica: Hb variante instável e Concentração: 50%

Hb Otawa (a 15 Gli – Arg)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: concentração de 18%
Característica: Hb variante sem alteração funcional

Hb Chesapeake (a 92 Arg – Leu)
Eletrof. ágar-ácido: pouco mais lenta que a Hb A
Eritrograma: eritrocitose
Teste específico: Afinidade aumentada ao O2
Característica: Hb variante com alteração funcional e Concentração: 25%

Hb J Calabria (b 64 Gli – Asp)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Concentração de 38%
Característica: Hb variante sem alteração funcional

Hb Anantaraj (a 11 Lis – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Concentração: 45%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb variantes similares à Hb I

São poucas as hemoglobinas variantes com a mobilidade rápida da Hb I. A similaridade de sua posição inclui, além de três diferentes tipos de Hb I, a Hb H (figuras 5.18 e 5.19).

42
Figura 5.18 – Eletroforese alcalina, com destaque para as hemoglobinas rápidas J e I. (1), (2) e (4) Hb AC; (3) Hb CC; (5) e (7) Hb AJ; (6) Hb AI. Observar a fração I2 (aI2 dA2) formada pelo fato da Hb I ser variante de globina alfa.
43
Figura 5.16 – Eletroforese alcalina de hemoglobinas em gel de agarose. Destaque para a posição da Hb H que migra na região de Hb I.

A rápida mobilidade da Hb I se deve à troca de cargas elétricas motivada por mutações que retiram aminoácidos de carga positiva (ex.: Lis) e a entrada de outros de carga negativa (ex.: Glu). Diante disso a fração se move com extrema rapidez no procedimento eletroforético. A figura abaixo representa a posição da Hb I com algumas variantes que se posicionam de forma similar e outras discretamente menos rápidas.

44

Hb I (a 16 Lis – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Concentração: 25% – Hb I2
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb I Tolouse (b 66 Lis – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: anemia hemolítica
Teste específico: Pesquisa de Heinz: + e Instabilidade: +
Característica: Hb variante instável e Concentração: 40%

Hb H (b 4 – Talassemia alfa)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: variável (normal – anemia)
Teste específico: Talassemia alfa
Característica: Concentrações de 0,5 a 25%

Hb N Baltimore (b 95 Lis – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Concentração: 50%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb N Seatle (b 61 Lis – Glu)
Eletrof. ágar-ácido: similar à Hb A
Eritrograma: normal
Teste específico: Concentração: 45%
Característica: Hb variante sem alteração fisiológica

Hb variante de Hb A2

As variantes de Hb A2 se devem a mutações que ocorrem na cadeia polipeptídica da globina delta. Há cerca de 15 variantes, todas com fenótipo normal; apenas duas apresentam alterações fisiológicas de instabilidade e aumento da afinidade pelo oxigênio, sem conseqüências para seus portadores. As concentrações dessas variantes são em torno de 0,5 a 1,8%, fato que muitas vezes passam desapercebidos ao analista. Eletroforeticamente, metade dessas variantes se posicionam discretamente mais lentas que a Hb A2 normal e a outra metade um pouco mais rápido, conforme mostra a figura abaixo de dez variantes de Hb A2. A figura 5.20 mostra uma variante da Hb A2 conhecida como A2 Babinga que migra discretamente mais lenta que a Hb A2 normal.

45
46
Figura 5.20 – Eletroforese alcalina de hemoglobina em gel de agarose. Da esquerda para a direita: (1) Hb A + Hasharon; (2) Hb AA; (3) e (5) Hb A + A2 Babinga; (4) Hb AC.

Hb variantes de Hb Fetal

As variantes da Hb Fetal são identificadas somente no período entre o nascimento até o sexto mês de idade, quando há elevada concentração de Hb Fetal. Dessa forma, a quase totalidade das identificações dessas variantes são descritas em recém-nascidos. A figura 5.21 mostra a Hb F Texas, uma variante muito lenta da Hb Fetal que se posiciona eletroforeticamente atrás da Hb A2 ou da Hb C. Como é possível notar nessa figura, o portador tinha Hb A + Hb Fetal + Hb Fetal Texas, pois era recém-nascido.

47
Figura 5.21 – Eletroforese de hemoglobina em agarose com pH alcalino, com destaque para a tríplice heterozigose (Hb ASG). A Hb SG* é uma forma híbrida proveniente da combinação entre aG2 e bS2.
Há cerca de quarenta variantes de Hb Fetal e quase todas são eletroforeticamente mais lentas, algumas entre Hb S e Hb A2. Apenas três são mais lentas que a Hb A2: Hb F Texas 1, Hb F Texas 2 e Hb F Carlton. A figura abaixo mostra algumas dessas variantes.
48